Itapecerica da Serra avança no projeto Polo de Cinema

Luciana abriu a reunião relatando os principais apontamentos do presidente da Funarte, Lamartine Barbosa, que, em visita recente à Secretaria, reforçou as intenções de apoiar o projeto.

A reflexão a seguir, apresentada a todos os participantes, mostrou que investimento em Cultura, além das implicações fundamentais para a preservação da identidade da sociedade, compreende importante oportunidade para desenvolver as condições para atrair e ampliar novos negócios tanto em setores diretamente relacionados com projetos culturais (arte, produção, direção, cenários e outros), mas, especialmente, em setores intensivos em mão-de-obra e de elevado valor agregado, como hotéis, restaurantes, produtoras, agências de propagandas e outros setores.

Os primeiros passos desta proposta compreendem uma elaborada pesquisa para apontar o planejamento, visando entender a forma como outras cidades brasileiras investiram esforços e recursos para tornarem-se núcleos importantes das produções cinematográficas nacionais e internacionais.

Colocar Itapecerica da Serra como protagonista da indústria audiovisual a médio/longo prazo é um objetivo macro e demanda um planejamento minucioso. Para iniciar esta trilha, é necessário eleger um comitê, sob orientação jurídica para o seu formato, que irá direcionar o trabalho de pesquisa, elaborar o roteiro e gravações do portfólio, além de traçar estratégias e metas para as demais etapas do plano.

Os 28 participantes da reunião, todos ligados de alguma forma por experiências individuais e profissionais em audiovisual, mostraram-se comprometidos com a proposta, manifestando interesse voluntário em fazer parte da comissão. A partir de agora, serão realizadas reuniões periódicas para organização do trabalho, tendo a Secretaria de Cultura como núcleo coordenador das ações.

Os quatro pilares apresentados como linhas geradoras das ações do planejamento são:

1. Portfólio, que apresenta a cidade de forma atrativa para produções cinematográficas locais, nacionais e internacionais; 2. Formação, que trará projetos de capacitações para toda a cadeia produtiva do cinema, cineclubes e demais atores. 3. Infraestrutura, que prevê os investimentos em edificações, instalações e equipamentos que deem suporte às produções; e 4. Parcerias, que estabelecem uma rede robusta e perene de investimentos e apoios.

As metas previstas para 2021, considerando este um ano de condições atípicas, serão: elaboração do estudo base detalhado para implantação do projeto no primeiro semestre e criação do roteiro e gravação do portfólio do município.

Para mais informações sobre o projeto Polo de Cinema, favor contatar a Secretaria de Cultura pelo telefone 4775-2728 ou pelo e-mail [email protected]

Diego_depoimento Post_50_Tumb Romeu_depoimento Charles_depoimento Gerson_depoimento Ivan_depoimento Luciana_Depoimento b